Chamada de trabalhos | Vol. 5, nº 2 | Discursos e Imagens do Turismo Cultural

 
 
Chamada de Trabalhos
 
O turismo cultural é reconhecido como uma área em crescimento da indústria cultural global. Um pouco por todo o mundo, as iniciativas e estratégias conduzidas para desenvolver este tipo de turismo em contextos regionais, urbanos e comunitários, e para o tornar mais acessível, inclusivo, criativo e sustentável, são inúmeras e muito diversificadas.
É sabido que estes processos, que incorporam histórias específicas, têm sido atravessados por dinâmicas identitárias contraditórias, configurando de modos particulares populações, espaços, lugares, passados e presentes, assim como experiências e práticas do turista individual.
 
Parte importante destas dinâmicas são os discursos e imagens que simultaneamente culturalizam o turismo e a experiência do turista e turistificam as culturas dos anfitriões. Neste número da revista, queremos compreender melhor as relações entre turismo e cultura, focando a nossa atenção na forma como as culturas, e os eixos de poder que as sustentam, são mobilizadas como fontes ou marcadores de identificação e diferenciação nos discursos e imagens do turismo e sobre o turismo.
 
Investigar o chamado turismo cultural através da miríade de discursos e imagens que produzem o turismo como cultural, realçando o seu papel como agentes e significantes de processos de reconstrução do turismo e das culturas, em diferentes contextos socioculturais da sociedade contemporânea, constitui, portanto, o nosso centro de interesse.
 
Interessa-nos, em particular, interrogar como os discursos e imagens, entendidos como sistemas semióticos e formas socialmente situadas de interação, modelam as identidades dos turistas, anfitriões, destinos e atrações turísticas, organizam as relações entre turistas e comunidades receptoras e como estas representações são criadas ou mediadas através de estruturas culturais ou ideológicas. Em causa estão os discursos e imagens produzidas pelos próprios turistas, assim como por instituições, profissionais e locais envolvidos na construção da experiência turística, que são mediatizados de formas diversas e em contextos particulares. Partindo desta interrogação, pretendemos oferecer uma visão crítica e multidisciplinar dos diversos modos como a cultura, o poder e as identidades se cruzam nos discursos e imagens do e sobre turismo cultural. Como tal, procuramos contributos de investigadores que, nas suas diferentes áreas de saber, exploram esta questão. De entre possíveis, mas não exclusivos, temas de análise, constam os seguintes:
 
- Políticas da representação da cultura dos outros
- Mercantilização da cultura, do património, do rural e do urbano
- Imaginários e modos de ver
- Hibridização cultural
- Representação de destinos turísticos, anfitriões e turistas
- Construção de identidades, pessoas e espaços
- Comunicação intercultural e agenciamento
- A economia da experiência
- Ideologias do turismo e da globalização
- Cultura e criatividade
- Integração e imigração
- Essencialismos estratégicos, ativismo e empoderamento
- Mobilidades, tecnologias e vida contemporânea
- Cultura das atrações turísticas
- Reflexividade e criatividade dos turistas
- Postais, memórias e nostalgia
- Visualidade e consumo do espaço
- Sustentabilidade e responsabilidade
 
Este número da RLEC aceita artigos baseados em pesquisa empírica, ensaios, entrevistas e revisões de obras relevantes enquadradas na temática apresentada.
 
Datas importantes:
 
Data-limite de submissão: 28 de fevereiro de 2018
Notificação das decisões de aceitação: 30 de abril de 2018 Data de publicação da revista: dezembro de 2018
 
Línguas:
 
Os artigos podem ser submetidos em Inglês ou Português. Findo o processo de revisão por pares, os autores dos artigos selecionados deverão assegurar a tradução do respetivo artigo, cabendo aos editores a decisão final sobre a publicação do mesmo.
 
Edição e submissão:
 
A Revista Lusófona de Estudos Culturais é uma revista arbitrada por pares e opera num processo de dupla revisão cega. Cada trabalho submetido será distribuído a dois revisores previamente convidados a avaliá-lo, de acordo com a qualidade académica, originalidade e relevância para os objetivos e âmbito da temática desta edição da revista. Os originais deverão ser submetidos através do sítio da revista (http://www.rlec.pt). Se está a aceder à Revista Lusófona de Estudos Culturais/Lusophone Journal of Cultural Studies pela primeira vez, deve registar-se para poder submeter o seu artigo (indicações para se registar aqui). O guia para os autores pode ser consultado aqui. Para mais informações, contactar: rlec@ics.uminho.pt