Museus, coleções e exposições, coloniais, anticoloniais e pós-coloniais: nota introdutória

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21814/rlec.3133

Resumo

O encontro de públicos com coleções e exposições, num determinado espaço, tem uma história longa e complexa (Bennett, 1995). Este encontro constitui um desafio hermenêutico, que se vai alterando, de época para época, de acordo com as necessidades do tempo e os objetivos de cada sociedade e cultura. A ligação de objetos e públicos, num determinado tempo e contexto, tem tanto de complexo como de flutuante. Os museus, as coleções e as exposições projetam representações do mundo e narrativas da vida de comunidades humanas, que obedecem aos padrões das mais diversas curadorias, por vezes até de sinal contrário...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Aldrich, R. (2009). Colonial museums in a postcolonial Europe. African and Black Diaspora: An International Journal, 2(2), 137-156. https://doi.org/10.1080/17528630902981118

Barrett, J. (2012). Museums and the public sphere. Chichester: John Wiley & Sons.

Bennett, T. (1995). The birth of the museum: history, theory, politics. Londres: Routledge.

Foucault, M. (1980). Du gouvernement des vivants – cours au Collège de France. 1979-1980. 6 février. Paris: Gallimard.

Macdonald, S. J. (2003). Museums, national, postnational and transcultural identities. Museum and Society, 1(1), 1-16.

Warner, M. (2002). Publics and counterpublics. Nova Iorque: Zone Books.

##submission.downloads##

Publicado

2020-12-29

Como Citar

Martins, M. de L., Sarmento, J., & Costa, A. . (2020). Museus, coleções e exposições, coloniais, anticoloniais e pós-coloniais: nota introdutória. Revista Lusófona De Estudos Culturais, 7(2), 7-12. https://doi.org/10.21814/rlec.3133

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>