NARRANDO O ÍNDICO: Contrapontos entre paradigmas críticos e representações: João Paulo Borges Coelho e M.G. Vassanji

Autores

  • Elena Brugioni Universidade do Minho

DOI:

https://doi.org/10.21814/rlec.54

Palavras-chave:

Literaturas Africanas, Estudos Culturais, Oceano Índico, paradigma transnacional, João Paulo Borges Coelho, M.G. Vassanji

Resumo

A partir de uma leitura da obra literária de João Paulo Borges Coelho (Moçambique) e M.G. Vassanji (Tanzânia-Quénia-Canadá) propõe-se uma reflexão em torno de cartografias e paradigmas críticos que pautam o cânone das chamadas Literaturas Africanas. Procurando responder às solicitações propostas pelos próprios textos literários — e, logo, aos desafios enfrentados, hoje em dia, pela crítica humanística — o oceano Índico destaca-se como um paradigma transnacional específico, cuja articulação crítica e epistemológica parece deixar em aberto um conjunto de itinerários disciplinares e operacionais indispensáveis para repensar a abordagem às representações literárias e, logo, os seus significados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-06-17

Como Citar

Brugioni, E. (2014). NARRANDO O ÍNDICO: Contrapontos entre paradigmas críticos e representações: João Paulo Borges Coelho e M.G. Vassanji. Revista Lusófona De Estudos Culturais, 2(1), 35-53. https://doi.org/10.21814/rlec.54