Huebener, P., O’Brien, S., Porter, T., Stockdale, L. & Zhou, Y. (Eds.) (2017). Time, globalization and human experience. Londres: Routledge.

Resumo

Esta recensão versa sobre o livro Time, globalization and human experience, publicado em 2017. Na obra participam autores, cujas trajetórias académicas estão ligadas aos Estudos Culturais, Estudos Sociais da Ciência e da Tecnologia e Estudos dos Média. É um livro de grande atualidade e que contribui para o exercício da política na contemporaneidade. A sua leitura oferece uma análise da globalização, suas implicações e efeitos, a partir do conceito de tempo. Os diversos capítulos revisitam autores como David Harvey e escavam alguns detalhes do tempo no espaço mundial.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.

Referências

Fabian, J. (2012). Time and the other: how Anthropology makes its object unknown. Columbia: Columbia University Press.

LaGro, E. (2007, maio). The temporality of enlargement: comparing East Central Europe and Turkey. Comunicação preparada para a Biennial Conference of the European Studies Association (EUSA), Montreal. Retirado de http://aei.pitt.edu/7944/1/lagro-e-04h.pdf

Luhmann, N.1982). The differentiation of society. Nova Iorque: Columbia University Press.

Oreskes, N. & Conway, E. (2014). The collapse of western civilization. Nova Iorque: Columbia University Press.

Publicado
2020-06-29
Como Citar
Araújo, E. (2020). Huebener, P., O’Brien, S., Porter, T., Stockdale, L. & Zhou, Y. (Eds.) (2017). Time, globalization and human experience. Londres: Routledge. Revista Lusófona De Estudos Culturais, 7(1), 283-287. https://doi.org/10.21814/rlec.2673