O Mundo Fora do Lugar: A Trajetória de Degradação do Edifício Holiday Sob a Perspectiva do Espaço Social Bourdieusiano

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21814/rlec.3218

Palavras-chave:

Edifício Holiday, espaço social, estilos de vida, modos de morar, Pierre Bourdieu

Resumo

À luz de uma sociologia bourdieusiana e suas noções conceituais de espaço social e estilos de vida, este artigo lança uma interpretação reflexiva sobre a trajetória de degradação simbólica de um emblemático prédio construído em 1957 no Recife (Brasil) — o Edifício Holiday. Situado em Boa Viagem, um dos bairros mais ricos da cidade, a edificação é um ícone representativo da chegada da modernidade à capital do estado de Pernambuco e marca um período de importantes modificações na paisagem e nos estilos de vida do Recife. Com 416 pequenas habitações aptas a receber mais de 3.000 moradores, o projeto experimental de apartamentos de veraneio para classes médias e altas na década de 1970 já apresentava sinais de desvalorização em um bairro de trajetória social ascendente. Nosso instrumental analítico, tal como defendido por Bourdieu, recorre à fotografia autoral e a imagens do edifício. Utiliza-se de materiais fotográficos para construir um “antes” e “depois” da desocupação do Holiday, tomando como principal fio condutor da análise ensaios realizados por dois jornalistas recifenses. Os resultados nos auxiliam a entender melhor a dimensão simbólica da habitação no espaço social urbano. Não obstante, o artigo oferece um ponto de inflexão nas discussões acerca da recepção e dos contornos próprios que a modernidade adquiriu em metrópoles do hemisfério sul, como é o caso da capital recifense.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografias Autor

Victor Lucena, UFPEPrograma de Pós-Graduação em Sociologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, Brasil

Victor Montenegro de Lucena possui graduação em ciências sociais, com licenciatura em sociologia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE, 2013). É mestre em desenvolvimento urbano (UFPE, 2020). Atualmente realiza o curso de doutorado em sociologia pelo programa de pós-graduação em sociologia, é membro do grupo de pesquisa Redes, Sociabilidades e Poder, da mesma instituição.

Julieta Leite, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, Brasil

Julieta Vasconcelos Leite é doutora em sociologia pela Universidade René Descartes/Sorbonne (2010), é arquiteta, urbanista e mestre em desenvolvimento urbano pela Universidade Federal de Pernambuco (2003). Atualmente, é professora do curso de arquitetura e urbanismo e do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano da UFPE, membro do Núcleo de Estudos da Subjetividade na Arquitetura, grupo de pesquisa registrado no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Tem experiência na área de arquitetura e urbanismo, com ênfase em teoria e projeto de arquitetura, urbanismo e paisagismo, atuando principalmente nos seguintes temas: espaço público, paisagem, imaginário e usos sociais das tecnologias digitais no espaço urbano.

Referências

Alves, P. (2019, 21 de março). Da inovação à degradação: Holiday representa marco arquitetônico e social para o Recife. Globo. https://g1.globo.com/pe/pernambuco/noticia/2019/03/21/da-inovacao-a-degradacao-holiday-representa-marco-arquitetonico-e-social-para-o-recife.ghtml

Ascom UFPE. (2019, 22 de março). A importância arquitetônica e histórica do Edf. Holiday [Vídeo]. YouTube. https://www.youtube.com/watch?v=ALeMSKjmNFY

Boa Viagem. (1967, 24 de setembro). Diaro do Pernambuco, p. 3.

Bourdieu, P. (Ed.). (1983). Questões de sociologia (J. Vaitsman, Trad.). Marco Zero. (Trabalho original publicado em 1981)

Bourdieu, P. (1997). A miséria do mundo (M. S. S. de Azevedo, J. A. Clasen, S. H. de F. Guimarães, M. A. Penchel, G. J. de F. Teixeira, & J. V. Vargas, Trads.). Vozes. (Trabalho original publicado em 1993)

Bourdieu, P. (2001). O poder simbólico (F. Tomaz, Trad.). Bertrand Brasil. (Trabalho original publicado em 1977)

Bourdieu, P. (Ed.). (2009). O senso prático (M. Ferreira, Trad.). Vozes. (Trabalho original publicado em 1980)

Bourdieu, P. (2013). Espaço físico, espaço social e espaço físico apropriado (A. C. A. Nasser, Trad.). Revista de Estudos Avançados, 27(79), 133–144. https://www.revistas.usp.br/eav/article/view/68707

Bourdieu, P. (2017). A distinção: Crítica social do julgamento (D. Kern & G. J. F Teixeira, Trads.). Editora Zouk. (Trabalho original publicado em 1979)

Bourdieu, P., & Bourdieu, M.-C. (2006). O camponês e a fotografia (H. Pinto & J. Madureira, Trads.). Revista Sociologia Política, (26), 31–39. https://doi.org/10.1590/S0104-44782006000100004 (Trabalho original publicado em 1965)

Campelo, P. (2016). Lampião da esquina: Descortinando o cotidiano gay entre os anos de 1978 e 1981 [Trabalho de conclusão de curso, Universidade Federal de Campina Grande]. Sistemoteca. http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/5091

Docomomo_Brasil — Núcleo Pernambuco. (2016). momo_tur_rec: Guia da arquitetura moderna no Recife. Edição dos autores.

Freyre, G. (2015). Sobrados e mucambos. Global Editora.

‘Loura do Holiday’ teria pedido socorro antes de ser estrangulada. (1967, 20 de setembro). Diario de Pernambuco, p. 7.

Peters, G. (2018). Pierre Bourdieu. In S. Luçan & S. S. Telles (Eds.), Os sociólogos (pp. 188–215). Vozes.

Rafael Paranhos. (2013, 26 de novembro). Contraste Vertical - (Holiday, do luxo a vida real) - Curta Nassau 2013.2 – VENCEDOR [Vídeo]. YouTube. https://www.youtube.com/watch?v=CRMM98EdeuA

Uma jóia da moderna arquitetura brasileira. (1962). Diario de Pernambuco, p. 9.

Villaça, F. (2007). O espaço intra-urbano. Editora Nobel.

Publicado

2021-12-22

Como Citar

Lucena, V., & Leite, J. (2021). O Mundo Fora do Lugar: A Trajetória de Degradação do Edifício Holiday Sob a Perspectiva do Espaço Social Bourdieusiano. Revista Lusófona De Estudos Culturais, 8(2), 193-214. https://doi.org/10.21814/rlec.3218