Passeio, passante, passeante. Uma plataforma de arte e cultura urbana

  • Maria da Luz Correia Universidade dos Açores / Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho
  • Helena Pires Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho, Braga, Portugal
  • Pedro Andrade Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho, Braga, Portugal
Palavras-chave: Cidade, cultura visual, espaço, flâneur

Resumo

A Passeio é uma plataforma de arte e cultura urbana, concebida no âmbito do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS) da Universidade do Minho. Com este projeto, através de uma metodologia qualitativa e de inspiração antropológica, fixamos o nosso olhar nas ruas da cidade – na arquitetura, no graffiti, na música, no teatro e na animação de rua, no desporto urbano, no artesanato e no comércio tradicional, na publicidade e no vitrinismo – nas suas imagens, nas suas histórias e nas ligações tecnológicas que prolongam o traçado destas ruas e destas redes. Neste artigo, a partir de uma revisão de paradigmas teóricos relativos à cultura visual, à cidade e às noções de espaço e de lugar, fixamos na figura inspiradora do flâneur, tal como esta foi descrita e problematizada pelo filósofo alemão Walter Benjamin, o ponto de partida comum deste passeio.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.
Publicado
2017-06-30
Como Citar
Correia, M. da L., Pires, H., & Andrade, P. (2017). Passeio, passante, passeante. Uma plataforma de arte e cultura urbana. Revista Lusófona De Estudos Culturais, 4(1), 167-. https://doi.org/10.21814/rlec.184