Nota Introdutória: Mais Investigação, Melhor Inclusão

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21814/rlec.3711

Resumo

Ao publicar este número sob o título “Inclusão das Pessoas com Deficiência. Políticas, Práticas, Investigação e Narrativas” a Revista Lusófona de Estudos Culturais (RLEC) torna-se, seguramente, a primeira revista portuguesa na área das ciências sociais que dedica integralmente um dos seus números ao tema da inclusão das pessoas com deficiência (PCD). Trata-se, pois, de um acontecimento importante pelo seu contributo para a construção de uma sociedade mais justa e inclusiva para as PCD...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografias Autor

Carlos Veloso da Veiga, Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Instituto de Ciências Sociais, Universidade do Minho, Braga, Portugal

Carlos Veloso da Veiga é professor associado com agregação do Departamento de Sociologia da Universidade do Minho e investigador do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade. Os seus interesses de investigação focalizam-se, essencialmente, no campo da deficiência e das organizações de reabilitação das pessoas com deficiência. Tem participado como consultor científico e avaliador em vários projetos de investigação/ação e é autor e coautor diversos livros e artigos científicos, com especial incidência na área da deficiência e reabilitação.

Luísa Martins Fernandes, Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Instituto de Ciências Sociais, Universidade do Minho, Braga, Portugal

Luísa Martins Fernandes é doutora em sociologia, professora de educação especial, investigadora colaboradora do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade e formadora acreditada pelo Conselho Científico – Pedagógico de Formação Contínua. Orienta a sua investigação no âmbito da inclusão profissional, vida independente, autodeterminação, participação na comunidade e qualidade de vida. Tem publicações em capítulos de livros e artigos científicos com relevância para a área da deficiência. Venceu a edição de 2019 do Prémio António Dornelas com a tese de doutoramento Ação Organizacional e Qualidade de Vida: Um Estudo Comparado do Norte de Portugal e Galiza no Campo da Deficiência Mental. A tese foi premiada pela Fundação Vicente de Risco para publicação na Galiza, Espanha. Recebeu uma menção honrosa, na edição de 2018 do Prémio António Dornelas, pela coautoria na publicação “Inclusão Profissional e Qualidade de Vida”.

Miguel Angel Verdugo, Instituto Universitario de Integración en la Comunidad, Universidad de Salamanca, Salamanca, Espanha

Miguel Angel Verdugo é professor catedrático de psicologia da deficiência, diretor do Instituto Universitário de Integração Comunitária e do Serviço de Informação sobre Deficiência da Universidade de Salamanca. Coordenou mais de 100 projetos de investigação financiados. É diretor da revista científica Siglo Cero. Aparece em 2020 (PLOS-Biologia) no “Ranking of the World Scientists: World’s Top 2% Scientists” da Universidade de Stanford, na lista dos investigadores mais influentes do mundo.

Referências

Convenção sobre os direitos das pessoas com deficiência, December 13, 2006, https://www.inr.pt/convencao-sobre-os-direitos-das-pessoas-com-deficiencia

Ravaud, J.-F., & Stiker, H.-J. (2000). Les modèles de l’inclusion et de l’exclusion à l’épreuve du handicap. 1re partie: Les processus sociaux fondamentaux d’exclusion et d’inclusion. Handicap - Revue de Sciences Humaines et Sociales, 86, 1–18.

Turner, V. (1990). Le phénomène rituel. Structure et contre-structure. PUF.

Van Gennep, A. (1981). Les rites de passage. Picard.

Publicado

2021-12-22

Como Citar

Veiga, C. V. da, Fernandes, L. M., & Verdugo, M. A. (2021). Nota Introdutória: Mais Investigação, Melhor Inclusão. Revista Lusófona De Estudos Culturais, 8(2), 7-17. https://doi.org/10.21814/rlec.3711