Decomposição identitária e intensificação da experiência turística – entre a emancipação local e a integração internacional

  • António Sérgio Araújo de Almeida Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar
Palavras-chave: Decomposição identitária, emancipação local, experiência turística, integração

Resumo

O protagonismo da experiência na atividade turística mundial reside, em grande parte, no contexto intrapessoal do turista, na organização sistémica do destino turístico e no processo de integração internacional. É intenção do presente trabalho evidenciar oportunidades operacionais, locais e globais que resultam da gestão turística de recursos identitários. Procedeu-se a um cruzamento de resultados obtidos em investigações próprias entre 2010 e 2017. Conclui-se que dinâmicas comunitárias locais e o processo de intensificação da experiência do turista suscitam a oportunidade de uma decomposição identitária e respetiva estratificação de atributos que se configuram como fatores intensificadores da experiência turística. Deste processo, resultam espaços de convergência de vantagens mútuas, tanto para turistas como para as comunidades locais dos destinos. Globalmente, o turismo, afigura-se como uma ferramenta de conhecimento, integração e consequentemente como veículo promotor da paz.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.
Publicado
2018-12-20
Como Citar
Almeida, A. S. A. de. (2018). Decomposição identitária e intensificação da experiência turística – entre a emancipação local e a integração internacional. Revista Lusófona De Estudos Culturais, 5(2), 409-425 | 427. https://doi.org/10.21814/rlec.359