Visões da América Latina em Cabezas cortadas, de Glauber Rocha

Estevão Garcia

Resumo


Cabezas cortadas, de Glauber Rocha, narra a experiência de um ditador latino-americano em seu exílio espanhol (ainda que o nome do país nunca seja mencionado) e se fundamenta em termos estilísticos por meio de uma operação surrealista de associação de conceitos e símbolos. Essa ferramenta, a operação surrealista na articulação de conceitos e símbolos, constitui o método para a construção do diálogo cultural entre América Latina e Espanha proposto pelo filme. Este artigo apresenta como objetivo, portanto, analisar o diálogo cultural articulado entre Cabezas cortadas e a América hispânica e a sua ideia de identidade latino-americana.

Palavras-chave


Glauber Rocha; Cabezas cortadas; América Latina; identidade

Texto Completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.21814/rlec.379

Apontadores

  • Não há apontadores.


 

 

 

 

 

 

...............................................................................................................

 

.:: LASICS ::.
Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS)
Universidade do Minho, campus de Gualtar
4710-057 Braga - Portugal

Revista Lusófona de Estudos Culturais/Lusophone Journal of Cultural Studies
ISSN: 2183-0886 online/2184-0458 print