Samba e jazz além mar: a paisagem textual urbana de Paris no período entre-Guerras com a chegada das músicas das Américas

Graziela Mello Vianna

Resumo


O presente artigo apresenta resultados preliminares de um projeto de pesquisa pós-doutoral que tem como objetivo principal entender as representações-síntese do Brasil e dos EUA na Europa por meio do jazz e do samba, relacionadas às transformações estéticas ocorridas em Paris e em Lisboa no período entre-Guerras. Transformações que passam pela paisagem sonora urbana, pelas novas danças sociais relacionadas a estas músicas praticadas nos bailes e transformadas em espetáculo nos music halls; pela moda, que libera o corpo feminino para dançar livremente; pelas artes gráficas e na arquitetura que, sob a influência do art déco, “simplificam” as formas românticas art nouveau. Acreditamos que os então novos gêneros musicais possam ser considerados como uma  marca das Américas no Velho Continente. Neste artigo, apresentamos resultados parciais da pesquisa ao traçarmos um panorama das transformações na paisagem textual urbana de Paris e da chegada das novas músicas das Américas, observando materialidades que constituem a tessitura das paisagens textuais urbanas da capital francesa: as fachadas art déco e os letreiros dos dancings, os cartazes publicitários dos bailes e dos espetáculos, a moda possivelmente influenciada pelas novas músicas e danças e canções interpretadas por artistas brasileiros e norte-americanos naquele período que fazem alusão a Paris.

Palavras-chave


Jazz; paisagens textuais urbanas; Paris; período entre-Guerras; samba

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.